NOSSA HISTÓRIA

Casa da Convivência Nossa Senhora Mãe do Belo Amor, localizada no Rio de Janeiro, especificamente, no bairro de Lins de Vasconcelos, zona norte da cidade, é uma obra social sem fins lucrativos dedicada ao segmento educacional e de saúde para pessoas portadoras de deficiência intelectual, preparando-as para uma convivência espontânea e sem discriminação, valorizando sua capacidade produtiva e despertando sua autoestima. 

No momento, atendemos gratuitamente em dois turnos (de 08:00 às 12:00 horas e de 13:00 às 17:00 horas), 41 (quarenta e três) pessoas com idades variadas superiores a 12 anos.  Este projeto acontece sob a coordenação de uma equipe interdisciplinar contemplando diversas atividades ocupacionais, tais como: Reforço Pedagógico, Artesanato, Biblioteca, Educação Física, Informática Educativa, Música, Dança e Teatro; além de atendimentos prestados nas áreas da saúde e social, como: Fonoaudiologia, Ginecologia, Psicologia, Psiquiatria, Terapia Ocupacional, Assistência Jurídica e Serviço Social. 

Este projeto nasceu de uma utopia, virou sonho e se tornou realidade, procurando no seu conteúdo amenizar problemas e questionamentos vivenciados pelas famílias no seu cotidiano, tais como:

  • Acho que vou deixar o emprego para cuidar dele(a);
  • Mas isso vai afetar muito o nosso orçamento;
  • Quem cuidará dele(a) quando não for mais possível?
  • Seria ótimo se conseguíssemos um local digno para o nosso filho; locais existem, mas sempre esbarramos com a falta de vagas ou a possibilidade de custeio;
  • A quem poderemos recorrer com esse objetivo?
  • E se fosse criado mais um local?

Como tudo começou

Primeiro imóvel Casa da ConvivênciaA CASA DA CONVIVÊNCIA NOSSA SENHORA MÃE DO BELO AMOR nasceu de um desejo do Padre Redentorista José Marques de oferecer melhores condições de vida para deficientes intelectivos e seus familiares. Contando com o apoio de um grupo de pais de deficientes e alguns amigos Padre Marques elaborou um projeto viável e tangível para a construção de uma casa que pudesse acolher as atividades que tinha em mente. 

No dia 4 de setembro de 1990 foi feito o registro em cartório da instituição como uma Entidade Civil Sem Fins Lucrativos e com a finalidade de fazer filantropia. Como objetivo definiu-se dar assistência ao deficiente intelectual, proporcionando-lhes apoio educacional, psicológico e espiritual, incluindo e priorizando a saúde e sua inclusão social.

O próximo passo foi adquirir um local para realizar as atividades.

Comprar uma área de 5.000 (cinco mil) metros quadrados próximo da Tijuca era o ideal do projeto. Mas, pelos poucos recursos disponíveis, após um ano de procura, comprou-se uma casa velha, no Lins, com um terreno de aproximadamente 700 (setecentos) metros quadrados, em 27 de abril de 1992. O terreno foi pago à vista, esgotando todos os recursos disponíveis.

Fachada Casa da ConvivênciaA partir daí, iniciou-se o processo de elaboração do projeto para a construção de um prédio onde seriam realizadas todas as atividades da nova instituição.

O colaborador Dr. Elias ajudou bastante neste momento dando os primeiros riscos da planta da construção, mais tarde modificada pelo Sr. Walter Bianco.

O projeto contemplava um prédio de 5 (cinco) andares com uma área construída de aproximadamente 2.000 (dois mil) metros quadrados, podendo abrigar até 120 (cento e vinte) assistidos. O início da obra, com sua escavação, foi dada em 1º de agosto de 1994, após a derrubada da antiga casa, retirando mais de 200 caminhões de terra, pedras e entulhos. No dia 15 de outubro deste mesmo ano, foi lançada da Pedra Fundamental.

A primeira laje foi inaugurada no dia 8 de abril de 1995.

Até a compra do terreno os recursos eram advindos da venda de livros, de eventos (bingos, chás, almoços e rifas) e, principalmente, de donativos, através do Padre José Marques. Terminada a construção, a inauguração ocorreu em 28 de maio de 2000.

Veja algumas fotos que registram o início de nossa história.

Nosso propósito e nosso princípio

A Casa da Convivência tem como proposta ser um espaço para as transformações através da colaboração de todos em prol dos assistidos, favorecendo um clima de criatividade, amor a Deus e ao próximo.

Nosso princípio é atender com qualidade e carinho a pessoa com deficiência intelectual em atividades que permitam a convivência e o desenvolvimento do lidar com os assuntos do cotidiano, muitas vezes bem simples para a maioria das pessoas, mas para eles difícil.

Para viabilizarmos tudo isso entendemos que é de suma importância a troca de experiências entre as famílias dos assistidos e os profissionais que atuam em nossa instituição

Please publish modules in offcanvas position.